Relatório de Contagem de Ciclistas - Faria Lima 2015

FariaLima2015 Capa

Cruzamento Av. Faria Lima com Av. Rebouças
Terça-feira, 7 de abril de 2015
Das 6h às 20h

Clique para baixar o Relatório de Contagem em PDF.
Clique para baixar a Planilha com os Dados Brutos em XLSX.
Clique para baixar o comparativo entre os anos 2013 e 2015.

 

INTRODUÇÃO

Pela segunda vez, a Ciclocidade realizou uma contagem no cruzamento das avenidas Faria Lima e Rebouças. A primeira via possui uma ciclovia em canteiro central, enquanto a segunda não possui infraestrutura cicloviária e é dotada de uma faixa exclusiva de ônibus.

A ciclovia da Faria Lima ainda está incompleta de acordo com o projeto original, que prevê a ligação entre a CEAGESP e o Morumbi; possui trechos com falhas de sinalização em cruzamentos e é afetada pela velocidade máxima permitida de 60km/h na avenida que a hospeda, o que dificulta as travessias de acesso ao lote. Ainda assim, o resultado da contagem mostrou uma proporção 6 vezes maior de ciclistas trafegando no eixo em que há ciclovia, demonstrando mais uma vez o impacto positivo de haver uma infraestrutura dedicada.

A contagem foi feita ao longo de 14 horas, em 7 de abril de 2015, um dia com momentos de chuva e frio, como se vê nas fotos. Mesmo com um tempo não tão amistoso, circularam ao todo 1.941 ciclistas, um aumento de 12,5% com relação a 2013. São 138 ciclistas por hora, a média mais alta registrada nas contagens feitas em São Paulo, e o fato de isso se dar em um clima menos acolhedor, somado aos horários em que ocorrem os picos de movimento e à alta porcentagem de ciclistas levando mochilas ou bagagens (61%), indica muito fortemente que o uso principal que se faz das bicicletas no eixo é principalmente para mobilidade, e não lazer.

O ponto entre a Faria Lima e a Rebouças também apresenta outras particularidades: é lá onde se registra a maior participação de mulheres ciclistas da cidade (13%); o mais alto índice de uso de capacetes (46%); o maior número de bicicletas compartilhadas (10%) e a maior ocorrência de bicicletas elétricas (2%) - índices todos que subiram desde a última contagem.

 

FariaLima2015 FotoIlustrativa2

Momento de chuva ao meio da tarde

 

FariaLima2015 FotoIlustrativa1

Ciclista descendo a Av. Rebouças, que constitui o trecho sem
ciclovia e onde existem faixas exclusivas para ônibus

LOCAL DA CONTAGEM

Cruzamento das avenidas Faria Lima (onde há uma ciclovia) e Rebouças.

FariaLima2015 Mapa1

FariaLima2015 Mapa2

 

RESULTADOS

NÚMERO TOTAL DE CICLISTAS: 1.941
Média de ciclistas por hora: 138,64
Média de ciclistas por minuto: 2,31

Número de ciclistas que passaram pelo cruzamento no período de 14 horas

FariaLima2015 FluxoCiclistasPorHora

FariaLima2015 FluxoCiclistasPorTurno

Fluxos de ciclistas mais intensos:
Período da manhã: de 08h às 10h, totalizando 474 ciclistas;
Período da noite: de 18h às 20h, totalizando 474 ciclistas.

 

COMPARATIVOS FLUXO E MÉDIA DE CICLISTAS
2013 E 2015

Comparativo FariaLima2013 2015 FluxoCiclistasPorHora

 

GRÁFICOS - ORIGENS E DESTINOS

FariaLima2015 FolhaContagemResultado

Ilustração com o total de origens e destinos dos ciclistas.

 

FariaLima2015 OrigemDestino

 

GRÁFICOS - GÊNERO E FAIXA ETÁRIA

FariaLima2015 Genero FaixaEtaria

FariaLima2015 Genero FaixaEtaria Foto

No histórico das contagens de São Paulo, o ponto entre as avenidas Faria Lima e Rebouças é onde ocorre a maior presença de mulheres ciclistas da cidade, em especial devido à ciclovia da Faria Lima.

Na última contagem, em 2013, o número de ciclistas mulheres havia sido 214. Embora este número tenha subido para 255 em 2015, o aumento acompanhou o crescimento de ciclistas como um todo no local.

Se as mulheres respondiam por 12% do total em 2013, responderam por 13% em 2015, praticamente o mesmo patamar. Como comparação, essa porcentagem fica na faixa de 45-55% em países europeus com grande malha cicloviária implantada, como Alemanha e Dinamarca.

 

COMPARATIVOS GÊNERO
2013 E 2015

Comparativo FariaLima2013 2015 Genero1

Comparativo FariaLima2013 2015 Genero2

 

GRÁFICOS - TIPOS DE BICICLETA

FariaLima2015 TiposDeBicicleta

FariaLima2015 TiposDeBicicleta Foto

Entre 2013 e 2015, o uso das bicicletas compartilhadas do Bike Sampa praticamente dobrou, saindo de 6% (100) e alcançando a expressiva marca de 10% do total (199).

O número de bicicletas elétricas também aumentou um pouco, de 17 (1%) para 35 (2%). Este é o ponto de contagem onde esses dois tipos de bike mais aparecem.

 

COMPARATIVOS TIPOS DE BICICLETA
2013 E 2015

Comparativo FariaLima2013 2015 TiposDeBicicletasPorTurno

Comparativo FariaLima2013 2015 BicicletasDeServico

Comparativo FariaLima2013 2015 BicicletasEletricas

Comparativo FariaLima2013 2015 BikeSampa

 

GRÁFICOS - MODO DE DESLOCAMENTO

FariaLima2015 ModoDeDeslocamento

 

GRÁFICOS - DADOS COMPLEMENTARES

FariaLima2015 InformacoesComplementares

FariaLima2015 InformacoesComplementares Foto

O ponto de contagem da Faria Lima continua apresentando índice de uso de capacete muito alto entre ciclistas, subindo de 40% (694) em 2013 para 46% (891) em 2015.

Também é bastante alto o número de pessoas que levam bagagem ao se locomover: 61% (1.188). Neste item, não temos dados anteriores para comparar.

 

Realização
CICLOCIDADE - Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo
www.ciclocidade.org.br
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Coordenador Local: Rafael Calabria
Coordenadora Geral: Tais Balieiro

Colaboradores:
Roque Passos
Daniel Guth
Vitor Muramatsu
Sergio Reis
Pedro Peron
Fred Costa Pinto
Victor Barreto
Taiza Sanna
Silvia Ballan
Juliana Maggi
Fabio Lopes
Liduína Lins
Flávio Soares

Esta contagem foi feita de acordo com metodologia desenvolvida pela
Associação Transporte Ativo
www.ta.org.br

Logo TransporteAtivo