Relatório de Contagem de Ciclistas - Estrada Imperador com Av. Águia de Haia 2016

Imperador2016 Capa

Estrada Imperador com Av. Águia de Haia
Sexta-feira, 11 de novembro de 2016
Das 6h às 20h

Clique para baixar o Relatório de Contagem em PDF.
Clique para baixar a Planilha com os Dados Brutos em XLSX.

 

INTRODUÇÃO

A demanda por uma contagem de ciclistas na Zona Leste de São Paulo é antiga. Apenas agora, em 2016, com a ajuda do coletivo Bike Zona Leste, é que conseguimos realizar uma primeira investigação sobre as bicicletas circulantes no cruzamento das avenidas Imperador, uma importante via na região, com a Águia de Haia.

Esta contagem conta, portanto, com dois objetivos: primeiro, fazer um levantamento do número de ciclistas que passaram pelo ponto onde estavam as e os pesquisadores; segundo, observar esses números para embasar a demanda regional de que uma infraestrutura cicloviária seja implantada também na avenida Águia de Haia, a exemplo do que já acontece hoje na avenida Imperador, onde existe uma ciclofaixa ladeando o canteiro central da via.

Imperador2016 Introducao Foto

 

A avenida Águia de Haia (imagem acima) é composta por duas faixas de rolamento de cada lado, sendo que uma delas abriga um corredor de ônibus (em ambos os sentidos), apresentando ainda um largo canteiro central. Há inúmeros pontos que justificam a demanda pela implantação de uma ciclovia ali:

  1. A avenida Águia de Haia começa na avenida São Miguel (importante via de ligação  sentido bairro-centro), atravessa parte da Zona Leste e segue rumo ao metrô Artur Alvim. No seu trajeto, cruza com mais duas vias estruturais importantes: as avenidas Imperador e a Campanella, sempre muito utilizada por ciclistas da região.
  2. A avenida Águia de Haia se enquadra numa estrutura perimetral. A eventual implantação de uma ciclovia nesta via ligaria vários bairros a duas outras ciclovias importantes e que já estão em funcionamento: a que passa pela avenida Calim Eid (Tiquatira) e a da Radial Leste. A ciclovia desta última chega até a estação Tatuapé do metrô e conecta com o sistema cicloviário que vem da avenida São Miguel (desde a Vila Jacuí), recebendo fluxos de ciclistas de bairros como Ermelino Matarazzo, Parque Buturussu, São Miguel, entre outros da Zona Leste.
  3. O percurso existente nesta via é majoritariamente plano e reto. Guardadas as devidas proporções, a avenida Águia de Haia é um espigão semelhante ao da avenida Paulista, condição que obedece ao princípio de linearidade.
  4. Outro fator que torna importante a intervenção cicloviária na avenida é a intermodalidade. Existem nesta via dois grandes terminais de transporte público: um de ônibus (Terminal A E Carvalho); e, na sua continuação, a  Estação do  Metrô Artur Alvim.
  5. Mais um forte argumento recai sobre a funcionalidade relativa ao uso. A avenida apresenta uma grande variedade de atividades com alto fluxo de pessoas ao longo de seu trajeto: uma Fatec, uma Etec, um complexo Poliesportivo do SESI, uma delegacia (64º DP), dois grandes supermercados, uma Caixa Econômica Federal, uma agência dos Correios, a sede do 39º Batalhão da Polícia Militar, 3ª Cia Força Tática e Posto dos Bombeiros, na esquina com a avenida Imperador.
  6. Finalmente, esta contagem mostra a média de ciclistas circulando de ou para a avenida Águia de Haia corresponde a 40% do fluxo de bicicletas que passaram ao longo do dia pelo ponto onde ficaram os pesquisadores, evidenciando que já há uso frequente da via como trajeto para os deslocamentos em duas rodas na região.

Pelos motivos acima expostos, executar esta intervenção cicloviária na avenida Águia de Haia é uma necessidade para muitos trabalhadores que usam a bicicleta como meio de transporte na região.

 

Sobre o método

O método utilizado para a contagem foi desenvolvido pela Associação Transporte Ativo, do Rio de Janeiro (www.transporteativo.org.br). Trata-se de uma planilha com um desenho esquemático do ponto de contagem, com espaços a serem preenchidos com a origem e o destino do ciclista, além de informações complementares, como acessórios, faixa etária, gênero, tipo de bicicleta etc.

 

LOCAL DA CONTAGEM

Estrada Imperador com Av. Águia de Haia

Imperador2016 Mapa3

Imperador2016 Mapa2

 

RESULTADOS

NÚMERO TOTAL DE CICLISTAS: 687
Média de ciclistas por hora: 49,07
Média de ciclistas por minuto: 0,82

Número de ciclistas que passaram pelo cruzamento no período de 14 horas

Imperador2016 FluxoCiclistasPorHora

Imperador2016 FluxoCiclistasPorTurno

Horários mais intensos de fluxo de ciclistas:
Período da manhã: de 7h às 8h, totalizando 76 ciclistas    
Período da noite: de 17h às 18h, totalizando 82 ciclistas

 

GRÁFICOS - ORIGENS E DESTINOS

Imperador2016 FolhaContagemResultadoIlustração com o total de origens e destinos dos ciclistas.

 

Imperador2016 OrigemDestino

 

GRÁFICOS - GÊNERO E FAIXA ETÁRIA

Imperador2016 Genero FaixaEtaria

 

O número de mulheres em bicicletas nas zonas periféricas costuma ser extremamente baixo, ficando na casa dos 2-3%. No caso do cruzamento das avenidas Imperador com Águia de Haia, vemos que o pico dos deslocamentos de mulheres se dá na parte da tarde, a partir das 16h.

Já o número de crianças e/ou adolescentes em bicicleta, segundo o histórico de contagens, tende a ser maior justamente nas zonas periféricas, registrando taxas consideravelmente maiores do que as regiões centrais. Este ponto de contagem segue esta tendência e registra 8%, similar ao que registramos nas contagens em Heliópolis e na Av. Inajar de Souza. O pico acontece à tarde, a partir das 14h, e segue alto até o final da pesquisa, às 20h.

Imperador2016 Genero FaixaEtaria Foto1

Imperador2016 Genero FaixaEtaria Foto2

 

GRÁFICOS - TIPOS DE BICICLETA

Imperador2016 TiposDeBicicleta

 

Há muito poucas bicicletas se serviço circulando pela região (2%), assim como poucos skates (2%) e bicicletas elétricas (1%). Não há serviços de bicicletas compartilhadas.

Imperador2016 TiposDeBicicleta Foto

 

GRÁFICOS - MODO DE DESLOCAMENTO

Imperador2016 ModoDeslocamento

Imperador2016 ModoDeslocamento Foto

 

GRÁFICOS - DADOS COMPLEMENTARES

Imperador2016 DadosComplementares

 

ASPECTOS TERRITORIAIS - LOCAL DA CONTAGEM E ARREDORES

 

TIPO DE ESTRUTURA CICLOVIÁRIA

A Av. Imperador possui uma ciclofaixa na via, ladeando o canteiro central desde a praça Frei Albino Arezzi até a avenida Pires do Rio. A avenida Águia de Haia não possui estrutura cicloviária.

 

NÚMERO DE FAIXAS DE TRÁFEGO MOTORIZADO

A avenida Águia de Haia é composta por duas faixas de rolamento de cada lado sendo uma das faixas corredor de ônibus nos dois sentidos e comporta um largo canteiro central. A Av. Imperador possui três faixas de rolamento, sendo uma delas um corredor de ônibus (em ambos os sentidos).

 

VELOCIDADE REGULAMENTADA NA VIA

A velocidade regulamentada nas avenidas é de 50 Km por hora. Ambas possuem radares em alguns pontos, porém, isso não inibe o descumprimento deste limite por parte dos condutores de automóveis e ônibus nos trechos sem fiscalização.

 

CONEXÕES

Transporte Público
A ciclofaixa da avenida Imperador  está conectada com a avenida Águia de Haia, onde existem dois grandes terminais de transporte público: um de ônibus (Terminal A E Carvalho); e, na sua continuação, a  Estação do  Metrô Artur Alvim.

Outras Infraestruturas Cicloviárias
O ponto da contagem localiza-se na esquina da Av. Imperador e conecta-se com a Av. Águia de Haia. Esta faz ligação com as ciclovias da avenida Calin Eid (Tiquatira), com a ciclovia da avenida Radial Leste e malha cicloviária da avenida São Miguel.

Equipamentos Culturais, de Lazer, Educacionais, de Saúde etc.
A avenida Águia de Haia, possui no seu trajeto uma grande variedade de atividades com alto fluxo de pessoas: uma FATEC, uma ETEC, um complexo Poliesportivo do SESI, uma delegacia (64º DP), dois grandes supermercados, Caixa Econômica Federal, agência dos Correios, a sede do 39º Batalhão da Polícia Militar, 3ª Cia Força Tática e Posto dos Bombeiros na esquina com a avenida Imperador.

 

USO DO SOLO

Uso do solo variado e misto, composto por residências, comércios,  e equipamentos públicos.

 

ARBORIZAÇÃO

A ciclofaixa da avenida imperador tem boa arborização, assim como a avenida Águia de Haia. O calçamento é precário e degradado. A maioria dos pedestres que circula pela região utiliza uma rota que existe no canteiro central.

 

Realização
CICLOCIDADE - Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo
www.ciclocidade.org.br
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
e
Bike Zona Leste

 

Coordenadora geral: Tais Balieiro
Coordenador local: Eduardo Magrão

 

Colaboradores voluntários:
Daniel Guth
Melina Rombach
Leo Giovanni
Marcos Bueno
Diego Mesa
Renato Botelho
Renato Zerbinato
Aleba
Flávio Soares

 

Esta contagem foi feita de acordo com metodologia desenvolvida pela
Associação Transporte Ativo
www.ta.org.br

Logo TransporteAtivo

 

 

Imperador2016 Equipe2

Imperador2016 Equipe1

Imperador2016 Equipe3

Imperador2016 Equipe4