Notícias Notícias

Neste seção você encontra notícias publicadas neste site. Na seção Clipping poderá consultar notícias com participação da Ciclocidade publicadas na mídia ou outros sites.

AGO 2018 640 480px

AGO 20/12

Reiteramos a convocação da Assembléia Geral ordinária, a ser realizada na quinta-feira, 20 de dezembro, a partir das 19h, na Rua Eugênio de Medeiros, 445, a fim de deliberar sobre os temas: Revisão da Assembléia Geral Ordinária de 2017; Aprovação das demonstrações contábeis referente ao período de janeiro a dezembro de 2017; Auditoria financeira da associação; e Esclarecimentos e outro assuntos gerais da Associação. Veja a convocação no site, aqui: https://goo.gl/3KnE7k

 

Projeto Auditoria Cidadã

O Índice de Desenvolvimento Cicloviário acaba de ser replicado em toda a capital paulista. O extenso trabalho feito de forma colaborativa encontrou as estruturas que mais precisam de manutenção. Além do relatório com o detalhamento dos cálculos do IDECiclo de São Paulo, o projeto desenvolveu um mapa online onde os ciclistas podem encontrar e ver fotos das estruturas auditadas em sua região. Leia mais sobre os resultados do projeto, acesse os mapas e o relatório completo, aqui: https://goo.gl/y17Qp3

   


Campanha "Chega de Mortes de Pedestres e Ciclistas"

Fruto do projeto Global Road Safety Partnership, a campanha é uma forma de incidência para a implementação de políticas visando a redução nas mortes de pedestres e ciclistas no trânsito da cidade de São Paulo. Feito em parceria com a Cidadeapé, o Painel da Mobilidade Ativa traz informações importantes sobre o tema em formato de infográficos, quadros e mapas interativos, sempre acompanhadas de textos explicativos que ajudam a contextualizar os dados e compreender suas origens. Conheça mais sobre a campanha e navegue pelo Painel da Mobilidade, aqui: https://goo.gl/fFe8UN

   

Audiências Públicas Vida Segura

Para desenhar o novo Plano de Segurança Viária da cidade, a Prefeitura de São Paulo está promovendo audiências públicas em cada uma das 32 subprefeituras. A Ciclocidade e a Cidadeapé, através da campanha “Chega de Mortes de Pedestres e Ciclistas”, têm incentivado a ocupação desses espaços para cobrar as autoridades por mais políticas que protejam a vida de quem vai a pé ou de bicicleta. Tendo como base os dados sistematizados no Painel da Mobilidade Ativa, uma série de materiais impressos e online estão sendo distribuídos como forma de informar e engajar os moradores de cada subprefeitura da capital paulista a participar dessas audiências. Conheça mais esses números e acesso o material desenvolvido pela campanha, aqui: https://goo.gl/7us9es

   

Workshop Plano Cicloviário

Após o anúncio do novo Plano Cicloviário para a cidade de São Paulo, sem diálogo com os ciclistas, a Ciclocidade e outras organizações pressionaram a Prefeitura por uma agenda de participação e contribuição mais técnica. Nesse sentido, workshops regionais sobre o plano estão sendo organizados com entidades em prol da bicicleta, antes do começo da agenda de audiências públicas, que deve iniciar já no primeiro semestre de 2019. Tratam-se de reuniões fechadas, técnicas e propositivas entre Prefeitura, CET, CTB (Câmara Temática de Bicicleta) e ciclistas regionais, que tem como objetivo discutir e mapear as prioridades do Plano Cicloviário para 2019/2020. Se você tem interesse em participar, fique ligado nos e-mails sobre o tema e/ou escreva para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

   

Fundo de Ações Locais

Em parceria com o Instituto Aromeiazero, o projeto financiou 9 iniciativas de fomento à cultura da bicicleta nas regiões periféricas da cidade. Foram dois editais ao longo de 2018, que distribuíram R$ 27 mil oriundos do superávit do Bicicultura 2016. A programação dos projetos do segundo semestre estão se encerrando neste mês de dezembro, e a Ciclocidade espera que o formato da iniciativa seja incorporado no projeto institucional da associação. Conheça mais sobre o FAL, aqui: https://goo.gl/92YjFi

Pesquisa para novos financiadores

Em busca de opiniões e dicas de parceiros, e até editais, que possam ser interessantes na atuação da Ciclocidade, lançamos uma pequena pesquisa com três perguntas sobre fontes de financiamento. Esperamos a partir das respostas, desenhar uma agenda sobre o tema para 2019. Ajude a Ciclocidade respondendo o rápido questionário, aqui: http://tiny.cc/verbaprojeto



 
   

Contagem de Ciclistas inédita na Ponte Eusébio Matoso

Trata-se de uma importante estrutura de conexão com a região de Pinheiros, em São Paulo. Ao todo, das 6h às 20h, foram contados 1.164 ciclistas, com horários de pico entre às 6h e 8h da manhã e das 16h às 18h da tarde. O grande fluxo é de trabalhadores vindos do Butantã com destino ao centro da cidade e, desse total, 11% são mulheres! Leia mais e acesse o relatório completo, aqui: https://goo.gl/2yU7xu

   


Distribuição de coletes refletivos

Neste segundo semestre, a Ciclocidade recebeu doações de coletes refletivos das empresas de bicicletas compartilhadas, Yellow e Tembici. Um total de 400 coletes estão sendo distribuídos em ações diversas de ciclistas, não só da Ciclocidade, mas de organizações parceiras. O intuito da associação é dar aos ciclistas uma peça simples, que pode ajudar na visibilidade em cima da bike e contribuir para a segurança de quem pedala. Quer receber um colete? Escreva para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

   

Participação em evento do coletivo ‘Preta, vem de Bike’

Somando forças com o ‘Preta, Vem de Bike’, representantes da Ciclocidade, Corrida Amiga e LabCidade estiveram presentes em uma ação do coletivo em parceria com o CDCM Casa Anastácia de Cidade Tiradentes para um bate-papo sobre mobilidade, bike, mulher e incidências políticas.

   

Oficina Mão Na Roda

As pendências da Ciclocidade com o Centro Cultural São Paulo foram alinhadas para a Oficina Mão Na Roda poder seguir utilizando o espaço na Vergueiro. Graças aos voluntários do projeto, agora a oficina rola em dois dias: às terças, das 19h às 22h, e ao domingos, das 14h às 18h. Os voluntários também estão organizando oficinas temáticas todo último sábado do mês, para se aprofundar em temas que sentem latentes nos usuários da oficina. Para saber mais sobre a Oficina Mão Na Roda, siga o projeto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

 

Canal de associades

Ainda em 2017, foi concretizado um antigo desejo de se ter um canal de diálogo e discussão entre associadas e associados. Para tanto, alguns voluntários avaliaram ferramentas e a solução encontrada foi a lista de e-mails, que opera em caráter experimental para que possamos avaliar o funcionamento. Aos poucos, vamos criar uma espécie de "manual de boas práticas" para garantir que a lista não perca seu intuito.

O canal é exclusivo para associadas e associados à Ciclocidade. Associe-se a partir de 5 reais ao ano: www.ciclocidade.org.br/associe-se.

Calendário 2019

No início do ano de 2019, a diretoria da Associação se reunirá para discutir o planejamento para o ano, as prioridades e agenda de reuniões com associadas e associados. Em breve divulgaremos o calendário oficial. Acompanhe nossas novidades pelas redes sociais!

Ciclocidade na mídia:

Os resultados do projeto Auditoria Cidadã foram tema de muitas matérias na mídia. Confira algumas delas!

Contas e contato:

  • As contas da Ciclocidade estão disponíveis em nosso site:  

https://www.ciclocidade.org.br/quem-somos/contas

JUNTES SOMOS MAIS FORTES!

 

 

O Índice de Desenvolvimento Cicloviário acaba de ser replicado em toda a capital paulista. 

O extenso trabalho, feito de forma colaborativa, encontrou as estruturas que mais precisam de manutenção.

 

Clique para baixar o relatório completo.
Clique para baixar os mapas de avaliação.

Clique para acessar o mapa online de manutenções

 * Para ter os mapas com melhor resolução, escreva para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Ao longo do mês de setembro e outubro de 2018, ciclistas das diferentes zonas da cidade foram para as ruas avaliar as ciclovias e ciclofaixas dos seus trajetos. O índice de Desenvolvimento Cicloviário é uma iniciativa nacional, que começou em Recife, e agora segue para outras capitais como Belo Horizonte e Brasília. Em São Paulo, o IDECiclo levantou dados importantes sobre aspectos de segurança e conectividade da rede de estruturas para bicicletas. 

O projeto, elaborado pela Ciclocidade com apoio do Itaú, resultou em um relatório que explica o processo do desenvolvimento do índice em São Paulo, detalha os fatores de análise para cada tipo de estrutura e demonstra os cálculos do IDECiclo na malha paulistana. Diferente do modelo usado em Recife, que realizou a avaliação por eixos, aqui adotou-se a análise por trechos das estruturas, seccionando-as por via e por Subprefeitura, o que gerou um número de 1.145 itens avaliadas. É importante frisar que não foram inseridas ciclorrotas anteriores a 2013, por não compreenderem ligações estruturais e terem incompatibilidade de tratamento com a tipologia das vias inseridas, e que houveram estruturas identificadas em campo, mas que não constam na plataforma do sítio eletrônico da CET, e que foram categorizadas como existentes não oficializadas.

“A análise por trechos pequenos permite avaliar problemas pontuais, que muitas vezes ficam "disfarçados" numa avaliação geral. Outro aspecto importante é que o IDECiclo estabelece um indicador que pode ser utilizado para monitoramento da infraestrutura cicloviária existente, podendo servir de referência para um plano de manutenção da Rede Cicloviária e também para a implantação de novas estruturas”, explica Suzana Nogueira, Coordenadora de Conteúdo do projeto.

Esse vasto trabalho de análise permitiu a elaboração de mapas que mostram as estruturas a partir dos critérios analisados, como confinamento, largura da estrutura, iluminação, qualidade do asfalto, geometria dos cruzamentos, velocidade e etc. Ao todo, são 21 elementos de análise, que variam conforme a tipologia da estrutura cicloviária. Como parte da contribuição da Ciclocidade à sociedade civil e ao Poder Público, o Projeto Auditoria cidadã também gerou um mapa online com fotos das estruturas que mais precisam de manutenção imediata, considerando fatores que podem ser melhorados a partir da manutenção periódica da Prefeitura, como elementos de proteção, sinalização de cruzamentos, manutenção da pintura, conservação de pavimento e sinalização vertical de regulamentação. "A prefeitura anunciou o novo plano cicloviário prometendo triplicar a malha. Não podemos esquecer que fazer a manutenção nas ciclovias que já existem é muito importante e crucial para a segurança dos ciclistas. Há dinheiro em caixa para as manutenções serem feitas ainda esse ano. Temos que dar valor ao recurso público", comenta a Diretora de Participação, Aline Cavalcante.

O mapa de manutenção ficará disponível na plataforma Painel da Mobilidade Ativa, que sistematiza de forma detalhada dados públicos sobre lesões e mortes no trânsito de São Paulo. Os ciclistas, e toda sociedade civil, poderão localizar em sua região as fotos das estruturas que precisam da atenção do poder público. "O projeto foi feito de forma coletiva, com ciclistas das diferentes regiões de São Paulo. A ideia é que a sociedade se aproprie dos resultados e olhe com mais atenção para as ciclovias da cidade. É uma forma de municiar a sociedade no debate e cobrança de políticas em prol da vida de quem vai de bicicleta", completa Aline, que também é responsável pela incidência política da iniciativa Global Road Safety Partnership. Acesse o mapa, aqui!

O relatório do Projeto Auditoria Cidadã também será entregue ao Ministério Público como contribuição da sociedade civil para o debate sobre a segurança no trânsito, uma vez que a manutenção e a ampliação da rede cicloviária é crucial para diminuir o número de mortes nas ruas da cidade. 

 

 

São Paulo, 1 de dezembro de 2018.
 
Convocamos por este edital, os associados interessados a se reunirem em Assembleia Geral Ordinária, no próximo dia 20 de dezembro de 2018, na Rua Eugênio de Medeiros, n.º 445, Pinheiros, São Paulo-SP, às 18:30 (dezoito horas e trinta minutos), em primeira convocação, e às 19:00 (dezenove horas), em segunda convocação, a fim de deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:
 
(i) Revisão da Assembléia Geral Ordinária de 2017 ;
 
(ii) Aprovação das demonstrações contábeis referente ao período de janeiro a dezembro de 2017;
 
(iii) Auditoria financeira da associação;
 
(iv) Esclarecimentos e outros assuntos gerais da Associação.
 
Sem mais,
 
Jô Pereira
Diretora Geral
 
 
Yuri Vasquez
Diretor Administrativo
 
 
Cyra Malta
Diretora Financeira

 

 

Reunião Geral Ciclocidade - 17 de outubro de 2018

Local: Sede social da Ciclocidade, Aro 27, Rua Eugênio de Medeiros, Pinheiros- São Paulo SP.

Presentes:

Giuliana Pompeu. Victor Torres, Carlos Lopes, Maximiliano Meireles, Fredy Alexandrokis, Daniel Miyazato, Michel Will, Leandro Bugni, Paulo Teixeira, Martina Hovath, Fernanda de Campos, Felipe da Silva Almeida, Lucas Rosin, Adriana Marmo, Pedro Rosin, Sophia Kraenkel, Rogério Viduedo, Jô Pereira, Flávio Soares, Dionizio Bueno, Yuri Vasquez, Aline Cavalcante (via hangouts)

Pautas:

  • Workshops do plano Cicloviários e GRSP
  • Discussão sobre atuação da Yellow Bikes
  • Fundo de Ações Locais
  • Posicionamento sobre declarações sobre ativismo nas Eleições

Acolhimento

Iniciamos as 19:20 e fizemos o acolhimento com a Apresentamos a Ciclocidade, seus objetivos e projetos, bem como o que é a pauta do dia aos novos participantes

  1. Fundo de Ações Locais.

Michel Will, coordenador do Fundo de Ações Locais, falou sobre o Fal e disse que estamos na finalização da segunda fase. Entende-se que o Fal tem uma papel muito importante para associação e que o formato do projeto possibilita alcançar lugares e agentes importantes para a atuação e representatividade da associação.

Como encaminhamento, foram propostas ações de finalização desses primeiros dois editais do FAL. a) fazendo o registro da metodologia b) promovendo um encontro entre os coletivos contemplados nas duas fases do FAL. O nome da arquiteta Suzana Nogueira aparece como uma alternativa para mediar esse encontro de encerramento.

Espera-se fazer um registro das experiências de forma colaborativa e trabalhar na formação de um grupo de trabalho, que pense a ampliação e novas edições do Fundo de Ações Locais. Will propõe que o FAL faça parte do projeto institucional da Ciclocidade.

Deliberação: Reunião de finalização e registro do processo e metodologia do FAL no início de 2019. Will toca essa frente.

Conheça mais sobre o Fundos de Ações Locais, no link!

  1. Workshops do Novo Plano Cicloviário

Flavio Soares explica como foi a apresentação do novo Plano Cicloviário de São Paulo pela prefeitura no segundo semestre de 2018 (com portas fechadas aos ciclistas da Câmara Temática de Bicicleta e com imprensa selecionada). Após uma reação dos ciclistas, a prefeitura abriu espaço para uma participação social mais efetiva, com a proposta das oficinas `workshops´.

Considerações: a proposta das oficinas, em si, é boa, e ajuda a qualificar o debate, embora seja um rediscussão, pois isso já foi feito no PlanMob em 2015. Mas, por se tratar de outro partido, ajuda a despartidarizar a questão. Um orçamento específico do plano não está vinculada ao orçamento geral e, na prática, está jogando a implantação para o último ano de gestão. Mas, é um espaço que temos que ocupar, e ocupar de uma forma qualificada, pois é importante. A CTB será responsável por articular o calendário. A CET tem cerca de 10 técnicos atualmente no setor de planejamento em mobilidade ativa e temos sim uma abertura dentro desse grupo.

Deliberação: Criação de Grupos para atuarem nos workshops. a ideia vai  Via e-mail e mídias da Associação, bem como o calendário das reuniões da CTB e,  assim que sair, das audiências públicas e dos workshops.

Saiba mais sobre o novo Plano Cicloviário de São Paulo, no link!

  1. GRSP e plano de segurança viária

A prefeitura é a signatária do plano de segurança viária proposto pela ONU. A prefeitura está fazendo um balanço e traçando novas metas. Flávio diz que temos um mapa de dados sobre a atual momento das vias e de que tipo de ação os locais precisam.  

  1. Yellow

Yuri Vasquez abriu a discussão apresentando um panorama da atuação da empresa da data de início da operação até o anúncio da restrição da atuação e de como essa restrição repercutiu entre os usuários do sistema, o que culminou na suspensão da distribuição de coletes refletivos doados pela empresa à Ciclocidade.

Considerações: bicicletas compartilhadas não pode ser apenas um negócio, precisam ser uma política pública.  Comentasse sobre a estação Bike 12 Horas na Cidade Tirantes, do Bike Sampa, onde o Aromeiazero está desenvolvendo um projeto com a comunidade. É preciso ter clareza no diálogo para não criar-se um negócio do advocacy. Devemos dialogar no sentido de cobrar junto com essas empresas de serviços de bike compartilhada mais políticas públicas e infraestruturas para os ciclistas. É preciso cobrar para que as bikes cheguem nas periferias. É preciso cobrar também a Tembici. Comentasse sobre a falta de estrutura da prefeitura para possibilitar a expansão dos diferentes sistemas. Grande preocupação é expansão gigantesca do sistema sem estrutura para esses novos ciclistas.

Deliberação imediata: Reativar o GT para traçar um forma de estabelecer um contrato de colaboração com as empresas de Bike Sharing e após isso distribuir os coletes refletivos doados pela Yellow para a Ciclocidade..

  1. Posicionamento quanto às declarações sobre ativismo nas Eleições

Deliberou-se que devemos assinar a nota de repúdio junto com diversas outras entidades ativistas do Brasil repudiando as declarações do candidato à presidência Jair Bolsonaro sobre o ativismo e construir uma nota própria.

 

A Prefeitura de SP divulgou a agenda das Audiências Públicas deste final de ano para dicutir o Plano de Segurança Viária do Município de São Paulo. A presença de ciclistas, pedestres e usuários do trânporte público é crucial para termos voz nesse processo de construção do plano, que já é intitulado como `Vida Segura´. 

"Precisamos estar presentes nessas audiências pedindo por prioridades para pedestres, ciclistas e pessoas com mobilidade reduzida. Chamem os coletivos, grupos organizados (ou não), indivíduos e todos/as cidadãos e cidadãs, para que compareçam e participem dessas audiências. É fundamental exigir ações imediatas que priorizem a vida dos mais vulneráveis e que mais morrem no trânsito", comenta Aline Cavalcante, uma das coordenadoras do projeto Global Roady Safety Partnership pela Ciclocidade.

No site da Prefeitura, onde tamém é possível conferir a agenda completa das audiências, está registrado: " A PMSP convida todos os munícipes a contribuírem para a melhoria da segurança viária na cidade de São Paulo. As audiências terão por objetivo a apresentação da proposta inicial do Vida Segura elaborada pela PMSP. O objetivo é, a partir dessa versão inicial, que ainda está em construção e não é a uma versão fechada, colher as sugestões da sociedade para então elaborar a versão definitiva. Após a versão definitiva, faremos em 2019 uma audiência pública final de retorno à sociedade para apresentação do Vida Segura, tal como ele será publicado."

Confira todas as datas e locais, abaixo:

 

Primeira Semana 

31/10 – Casa Verde – 19h - Auditório da Subprefeitura: Av. Ordem e Progresso, 1001 – Jardim das Laranjeiras

01/11 – Cidade Ademar - 19h -Auditório da Subprefeitura: Av. Yervant Kissajikian, 416 – Vila Constância

01/11 – Sapopemba - 19h - DATA A CONFIRMAR 

05/11 – Butantã - 19h - CEU Butanta: Av. Eng. Heitor Antônio Eiras García, 1870 - Jardim Esmeralda

05/11 – Ermelino Matarazzo - 19h - Auditório da Subprefeitura: Av. São Miguel, 5550 - Jardim Cotinha

Segunda Semana

07/11 – Capela do Socorro - 19h - Auditório da Subprefeitura: Rua Cassiano dos Santos, 499 - Jd. Clipper

07/11 – Cidade Tiradentes - 19h - Subprefeitura Cidade Tiradentes: Rua Juá Mirim S/N – Chacara Santa Etelvina

07/11 – Freguesia do Ó - 19h - Casa de Cultura Salvador Ligabue: Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 215

08/11 – Guaianases - 19h - CEU Jambeiro: Av Av. José Pinheiro Borges, 60 - Jardim Aurora 

08/11 – Ipiranga - 19h - Auditório da Subprefeitura: Rua Lino Coutinho, 444 - 1º Andar - Ipiranga

12/11 – Itaim Paulista - 19h - Auditório da Subprefeitura: Avenida Marechal Tito, 3012 - Itaim Paulista 

12/11 – Santo Amaro -19h - Auditório da Subprefeitura: Praça Floriano Peixoto, 54 - 1º andar – Santo Amaro 

13/11 – M' Boi Mirim - 19h - Auditorio da Subprefeitura: Avenida Guarapiranga, 1.695 - Parque Alves de Lima


Terceira Semana

21/11 – São Miguel Paulista - 19h - Auditório da Subprefeitura: Rua Dona Ana Flora Pinheiro de Souza, 76 - Vila Jacuí 

21/11 – Parelheiros - 19h30min -CEU Parelheiro: R. José Pedro de Borba, 20 - Jardim Novo Parelheiros

22/11 – Vila Mariana - 19h - Auditório do Senai Anchieta: Rua Gandavo, 550 - Vila Mariana

22/11 – Vila Prudente -19h - Auditório da Subprefeitura: Av. do Oratório, 172 - Jardim Independencia

26/11 – Mooca - 19h - Auditório da Subprefeitura: Rua Taquari, 549 – Mooca


Quarta Semana

27/11 – Pinheiros - 19h - Auditório da Subprefeitura: Av. das Nações Unidas, 7123 - Alto de Pinheiros

28/11 – Santana/Tucuruvi - 19h - Auditório da Subprefeitura: Av. Tucuruvi, 808 - Tucuruvi

28/11 – São Mateus - 19h - Auditório da Subprefeitura: Avenida Rageb Choffi, 1400 – Jardim Três Marias

29/11 – Sé - 19h - Praça de Atendimento da Subprefeitura: Rua Álvares Penteado, 53 – Centro 

(29/11) – Jabaquara –DATA A CONFIRMAR – 19h30min - Subprefeitura do Jabaquara: Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, 2314

03/12 – Campo Limpo -19h - CEU Campo Limpo: Av. Carlos Lacerda, 704 - Pirajussara

03/12 – Penha - 19h - Auditório da Sub: Rua Candapuí, 492 – Vila Marieta


Quinta Semana

05/12 – Itaquera - 19h - Subprefeitura de Itaquera: Rua Augusto Carlos Bauman, 851

10/12 – Jaçanã/Tremembé -19h - Auditório da Subprefeitura: Avenida Luis Stamatis, 300, Jaçanã


Sexta Semana

11/12 – Perus - 19h - Praça de Atendimento da Subprefeitura: Rua Ylídio Figueiredo, 349 - Perus

11/12 – Aricanduva/Vila Formosa/Carrão -19h - Auditório da Subprefeitura: R. Atucuri, 699 - Vila Carrao

12/12 – Pirituba - 19h - Associação Comercial Distrital Noroeste: Rua Luis Braile, 08 – Vila Bonilha

13/12 – Vila Maria/Vila Guilherme - 19h - Auditório da Subprefeitura: Rua General Mendes, 111- Vila Maria Alta

17/12 – Lapa - 19h - Subprefeitura da Lapa - Rua Guaicurus, 1000

 

Subcategorias

  • Clipping

    Clipping de notícias com participação da Ciclocidade