Oficina de bike estimula conceito ‘faça você mesmo’

 

MARCELA FONSECA

 

Uma verdadeira ‘mão na roda’ para quem circula pela cidade de bike. Todas as quintas-feiras, o Espaço Contraponto, na Vila Madalena, Zona Oeste, abre as portas dando lugar a uma oficina comunitária e colaborativa de aprendizado e manutenção de bicicletas.

 

Baseada no conceito ‘faça você mesmo’, bastante praticado nos Estados Unidos e em países da Europa, a iniciativa é da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade).

 

“A ideia surgiu do desejo de criar um espaço para que as pessoas pudessem aprender a mexer em suas próprias bicicletas, estimulando inclusive o uso da bike. Esse tipo de oficina já existe em vários países”, afirmou Mathias Fingermann, diretor da Ciclocidade.

 

Criado em agosto de 2010, atualmente a oficina Mão Na Roda recebe a cada semana cerca de 50 pessoas. E cada vez mais se consolida como passagem obrigatória para os adeptos da bicicleta como meio de transporte.

 

Segundo Fingermann, a oficina tem sido muito importante também para preparar o ciclista que enfrenta o dia a dia sobre duas rodas em uma cidade que ainda não envolve em seu planejamento a circulação das bikes. Oferecida a estrutura necessária para o conserto e manutenção das magrelas, o ponto forte da oficina é a colaboração. “A gente não faz o serviço, apenas oferecemos a estrutura, as ferramentas, e o que rola é a troca de conhecimento”, disse Fingermann.

 

Para o ciclista e professor universitário Odir Zuge Junior, que além de voluntário faz uso do espaço, a oficina é completamente comunitária. “Um auxilia o outro, o mais experiente ajuda o menos experiente. Mesmo quem sabe acaba aprendendo também, aprendizado que às vezes é na base da tentativa e erro, e aí nos ajudamos”, completou o ciclista e professor.