Falta de segurança no trânsito paulistano é um problema de saúde pública

 

A falta de segurança no trânsito paulistano é um problema de saúde pública. Cerca de 75% das vítimas de ocorrências são atendidos pelo SAMU e 55% são encaminhadas para o SUS. Isso significa que a negligência da Prefeitura no combate à violência no trânsito sobrecarrega a própria saúde pública. Além disso, nos últimos dois anos o número de pedestres, ciclistas e motociclistas internados em hospitais após ocorrências aumentou, enquanto caiu o de ocupantes de automóveis. Sinal de que é preciso urgentemente acalmar o trânsito para proteger quem é mais vulnerável.


#NãoÉNormal #chegademortesdepedestreseciclistas #cadeasciclovias #desacelera #paznotransito”

Confira mais informações sobre o impacto das ocorrências de trânsito no SUS em http://mobilidadeativa.org.br/o-impacto-das-ocorrencias-de-transito-no-sistema-de-saude/