Em meio a pandemia, Ciclocidade lança campanha pedindo proteção ao ciclista

Todos os dias, milhares de trabalhadores saem de casa com suas bicicletas rumo à mais um dia de trabalho. São pessoas de todos os bairros da capital, profissionais de diferentes setores, homens e mulheres e também adolescentes. Em tempos de pandemia, muitos desses trabalhadores não foram dispensados ou puderam trabalhar de casa, sejam eles médicos, enfermeiros, funcionários de comércios essenciais ou cicloentregadores. Mas é em meio a atual crise de saúde global, que esses trabalhadores precisam se preocupar não só com um possível contágio pelo novo coronavírus, mas também com a possibilidade de sofrer algum acidente por imprudência de motoristas em veículos motorizados.

Com as ruas mais vazias, temos recebido mais denúncias sobre motoristas dirigindo acima do limite de velocidade, fazendo ultrapassagem perigosa, desrespeitando o sinal vermelho, fazendo retornos proibidos, dirigindo bêbados, não respeitando a distância segura de 1,5 metro na hora de ultrapassar e colocando em risco a vida do ciclista. É frente a essa realidade, que  decidimos fazer uma campanha de comunicação pedindo mais proteção e respeito aos ciclistas. Durante as próximas semanas vamos lançar em nossas redes sociais artes com informações e apelos por um trânsito mais seguro, e você pode nos ajudar compartilhando esses conteúdos e fazendo mais pessoas se conscientizarem sobre a importância de respeitar o ciclista e a vida das pessoas. Sobretudo nesse momento onde quem está nas ruas é de fato os profissionais essenciais da cidade.

Vale lembrar que o Brasil é quinto país no triste ranking de nações com maiores índices de mortes no trânsito; para se ter uma ideia nós só temos um alto número de UTIs por conta da quantidade de pessoas acidentadas por imprudência e desrespeito às leis. Diminuir os índices de acidentes de trânsito nesse momento é também uma maneira de aliviar o sistema de saúde e não ocupar leitos que estão sendo tão necessários para milhares de infectados por COVID-19. Se puder fique em casa, e se for sair respeite a vida, proteja o ciclista!