Projeto Conexões Territoriais faz 4ª Formação de redes de bicicleta na periferia no dia 7/7 - Tema será "Mobilidade e Pandemia"

ConexoesTerritoriais Formacao4a

 

A pandemia trouxe diversos impactos sobre as dinâmicas sociais. Parte da população teve a possibilidade do isolamento social, home office , ensino a distância, redução no deslocamento e migração do transporte público para o individual. Enquanto isso, a realidade oposta da maioria da população periférica que perpetua o papel de mantenedora do sistema de produção ininterrupto. Esse cenário tem exigido da sociedade civil e da gestão pública soluções urgentes.

No dia 7 de julho, das 19h às 21h30, a quarta Formação sobre Mobilidade Urbana, promovida pela Ciclocidade, trará para o debate a Mobilidade e Pandemia , compartilhando iniciativas no território da ZL que propõem suas contribuições nos eixos da Educação, da Cultura e da Gestão Pública.
Para participar, basta se inscrever no link
https://bit.ly/2ToHsPW

 

Mediação:

Felipe Claros - co-responsável da Pesquisa no projeto Conexões Territoriais, estudante de Arquitetura e Urbanismo, integrante da Ciclocidade e do coletivo Bike Zona Leste. Desde 2015, adotou a bicicleta como meio de transporte e atua por cidades humanas, seguras e socialmente justas.

 

Convidades:

Adriana Vasconcelllos - professora de História e Geografia na Rede Municipal de Ensino de São Paulo, mestrado em Educação, premiada no " 2° Prêmio de Educação em Direitos Humanos pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos de São Paulo. Integrante do Movimento de Mulheres Negras do Brasil. Atualmente na Secretaria Municipal Relações Internacionais.

Ricardo Barbosa da Silva – geógrafo e professor do Instituto das Cidades(Unifesp- Campus Zona Leste). Coordena o grupo de pesquisa-ensino-extensão Rede Mobilidade Periferias. Estuda temas relacionados à mobilidade cotidiana, periferias urbanas e cartografia digital e colaborativa.

Gil Douglas - morador de Ermelino Matarazzo, articulador, produtor cultural, poeta e fotógrafo. responsável pela gestão comunitária da Ocupação Cultural Mateus Santo, integra o Slam Fluxo, o Sarau Você Já Conhece e o Sarau Força Bruta e é pesquisador do coletivo ZL 100 Registro.

 

Sobre o projeto

O projeto "Conexões Territoriais – Formação de redes de bicicleta na periferia”, apoiado pela Fundação Rosa Luxemburgo, tem como objetivo fomentar escutas, discussões e encaminhamentos, desenvolver ações para atuação em rede de protagonistas da mobilidade Urbana e sociocultural e de promover a conexão de moradores, coletivos organizados na região da Zona Leste de SP (Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, Guaianases) e especialistas da Mobilidade Urbana.

Ao todo, são seis Formações em Mobilidade Urbana, com prospecções de incidência local, conectando a pluralidade de atuações sociais à mobilidade ativa por bicicleta e seus desdobramentos.

 

ConexoesTerritoriais Formacao4b