Ciclodebate #3 - Lei da Mobilidade Urbana e a bicicleta - Ernesto Galindo - jul/2012

 

 

O terceiro Ciclodebate aconteceu em 03 de julho de 2012, discutindo o papel da bicicleta diante da nova Lei da Mobilidade Urbana. O convidado da noite foi Ernesto Galindo, técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA, órgão que atua na produção de conhecimento sobre políticas públicas.

O objetivo da Lei de Mobilidade é melhorar a acessibilidade das pessoas e de cargas em todo território nacional, considerando o desenvolvimento sustentável - em dimensões sociais e econômicas - a segurança no deslocamento das pessoas e a equidade no uso do espaço público de circulação.

Entre as principais diretrizes trazidas pela Lei está a priorização e integração dos meios de transporte não motorizados (incluindo-se a bicicleta) e dos meios de transporte público coletivo sobre o transporte individual motorizado (carros, motos e taxis). Prioridade que deve ser estabelecida nos Planos de Mobilidade Urbana, a serem criados pelos municípios e integrados aos seus Planos Diretores.

Ernesto Galindo é formado em arquitetura e urbanismo, gestão pública e transportes, com atuação em âmbito Federal (Semob/Mcidades; Ceftru/UnB; MDA), municipal (Sehab/Salvador; Seplan/Camaçari) e estadual da Bahia (CONDER e CAR). Teve participação no PAC da Copa, na Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul, criação de indicadores de programas federais de transportes e na elaboração de planos diretores. Como pesquisador do IPEA tem trabalhado com os temas de mobilidade, desenvolvimento urbano e agrário.

Este Ciclodebate foi realizado em parceria com o Instituto CicloBR, com apoio da Ação Educativa.

 

Mais: