Reunião Geral inicia discussão sobre travessia de pontes por ciclistas e pedestres

A reunião geral de maio, que acontece na próxima quarta-feira (14/05), irá iniciar a discussão sobre a melhoria do acesso de pedestres e ciclistas nas pontes urbanas de São Paulo.

O encontro terá a apresentação do trabalho de Renata Rabello, arquiteta formada pela FAU-USP, que realizou um estudo sobre o tema em 2012 e hoje trabalha no Núcleo de Pesquisa em Tecnologia da Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (NUTAU-USP) e com a participação do arquiteto Eduardo Pompeo de Martins, da SP Urbanismo / SMDU (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano).

O estudo deve servir de ponto de partida para discutirmos modelos de infraestrutura que tornem as pontes e travessias seguras para ciclistas e pedestres. A Ciclocidade acredita que são necessárias mudanças imediatas nesse tipo de infraestrutura e pretende constituir, na reunião, um grupo de trabalho com a tarefa de elaborar uma proposta para órgãos públicos municipais.

Pontes, viadutos, túneis, passarelas e pontilhões se tornaram um grande obstáculo para pedestres e ciclistas em São Paulo, pois foram projetados e construídos apenas para o acesso de veículos motorizados. Isso resulta na segregação espacial dos habitantes de diversos bairros da capital e dificulta a utilização de bicicletas ou o transporte a pé.

As reuniões gerais da Ciclocidade são abertas a todos os interessados e acontecem sempre na segunda quarta-feira de cada mês, trazendo atualizações sobre os projetos da associação e promovendo a discussão sobre algum tema de interesse dos ciclistas.

Serviço:
Reunião Geral de maio
Data: Quarta-feira (14/05)
Horário: das 19h às 21h30
Local: Espaço Contraponto (rua Medeiros de Albuquerque, 55 - Pinheiros)