É importante reconhecer a importância

 

 

 

"No mês de maio, a Ciclocidade e o CicloBR procuraram os principais pré-candidatos a prefeito de São Paulo para verificar quais suas propostas, metas e iniciativas em favor da promoção do uso da bicicleta e garantia da segurança dos ciclistas na cidade, no caso de um possível mandato.

 

Os candidatos foram convidados a enviar suas propostas até o dia 22/06 e comunicados que suas intenções seriam publicadas posteriormente, para conhecimento público".

 

 

Para nossa alegria, eu fui incluída entre "os principais pré-candidatos", ALELUIA! (Como se fosse um favor... Mas muitos tem considerado que a eleição para prefeit@ em São Paulo tem TRÊS principais candidatos. É costume levar em consideração NO MÍNIMO os cinco primeiros em intenção de voto - o que ainda deixaria o PDT e o PSOL de fora e eles tem todo direito de chiar).

 

Respondi de forma detalhada e bem concreta - é óbvio que não preciso explicar para o Ciclocidade e o CicloBR que a bicicleta é um meio de locomoção importante etc e tal, tenho mais é que expor como vou agir para criar melhores condições para quem já pedala e estimular mais gente a usar a bicicleta também.

 

Nem todos tiveram a mesma ideia... Veja, por exemplo, a resposta de um dos candidatos empatados comigo, publicada na página "Confira as ideias dos pré-candidatos à Prefeitura para a mobilidade por bicicletas", com destaques e comentários meus.

 

Fernando Haddad (PT)

 

Em primeiro lugar, quero parabeniza-los pela iniciativa de fomentar um debate democrático com o objetivo de inserir a bicicleta como modal de transporte na agenda política dos candidatos durante as eleições de 2012 [bla,bla, bla], e principalmente, por provocar na sociedade reflexões sobre mobilidade urbana e discutir propostas para serem incorporadas ao planejamento da cidade. [bla,bla, bla]

 

 

[Resumindo, se é que é possível: parabéns por fomentar o debate, provocar reflexões e discutir propostas. Ok, vamos a elas então?]

 

 

Por desconhecimento da importância que a bicicleta tem para estas pessoas, para sociedade, para o meio ambiente e para a cidade em geral, [bla bla bla - parece redação de colégio...] estamos deixando de atender milhares de cidadãos que utilizam este modal, por isso, a bicicleta, como modal de transporte, terá um destaque especial em nosso Plano de Governo, [bla,bla, bla],assim como o transporte coletivo, de cargas e a mobilidade de pedestres.

 

[Então é assim: bicicleta é importante e as pessoas ainda nem sabem. Bicicleta terá destaque especial em nosso Programa de governo. Tá. Vamos às propostas, então? Já estamos no terceiro parágrafo!]

 

Em uma cidade aonde ["para onde?"; não, vcs quiseram dizer "onde", "na qual", né?] se viaja três vezes mais de bicicleta do que de taxi, é imprescindível termos bons projetos [ok, já entendemos] , e mais do que isso, executar, ampliar e dar manutenção as estes projetos, [isso: não basta ter projetos, é preciso executar os projetos. Sabe que isso nunca tinha me ocorrido?], e para isso precisamos da participação efetiva e de forma democrática da sociedade organizada, tanto na  elaboração quanto na execução. [bla,bla, bla],

 

[Resumindo: precisamos fazer projetos e executar os projetos feitos. Genial. E bem concreto, né?]

Reafirmo [é verdade, afirmar ele já afirmou e vai repetir] que defendemos soluções para a mobilidade urbana, incluindo a bicicleta, [bla,bla, bla], e que nossas propostas serão apresentadas em breve, aonde [ou melhor, "onde" - ou melhor ainda, "em que", uma vez que proposta não é lugar] selaremos com a sociedade um compromisso público, com diretrizes específicas para a bicicleta como modal de transporte e deslocamento. [bla,bla, bla]

 

***

Reafirmo o resumo dos resumos: "parabéns, bicicleta é importante, precisamos debater, refletir, ter projetos e executar projetos com a participação democrática da sociedade".  BOA RESPOSTA!! [NOT]

 

É uma masterclass em embromation. Parece aquelas respostas de Enem que o pessoal faz circular na rede, quando o estudante não faz ideia do que dizer e enrola, enrola, enrola... Bom, ao menos ele não se enrolou a ponto de dizer "a bicicleta é uma ameaça para o desenvolvimento", como na histórica declaração-ato-falho da Dilma sobre meio ambiente na Cop-15.

 

Depois não quer que eu trole!!!

 

 

 

 

PUBLICADO EM 12/07/2012

Leia esta notícia no site original