Relatório Contagem - São Miguel com final da ciclofaixa Estrada do Imperador - Setembro-2020

 

C O N T A G E M DE C I C L I S T A S

São Miguel com Estrada do Imperador

• terça feira, 29 de setembro de 2020 

 

• das 6h às 20h 

 

Imperador2016_Capa.jpg

foto Lucas Bravo

INTRODUÇÃO

Esta contagem faz parte de um projeto de quatro contagens na região de Ermelino Matarazzo. A escolha do território se deu a partir de uma combinação entre um olhar inicial sobre os dados de viagens de bicicleta da Pesquisa Origem e Destino 2017 do Metrô e uma avaliação conjuntural de quais subprefeituras da cidade a Ciclocidade conseguiria ter boa capacidade de interlocução, de modo a promover alguma incidência.  

É a primeira vez que é realizada uma contagem de ciclistas no cruzamento da Avenida São Miguel com a Estrada do Imperador, também junção com a Rua Embira (Estrada de Mogi) e com a Av. Amador Bueno da Veiga, no balão/praça popularmente conhecido como “curva da morte”, localizado na transição de direção da São Miguel. Nesse trecho da avenida se está implantando infraestrutura cicloviária do tipo ciclofaixa padrão novo (pintura somente na faixa de divisão), como previsto no Plano Cicloviário 2019. Já a Rua Embira/Estrada de Mogi conta com uma ciclofaixa. A Av. Amador Bueno da Veiga não possui infraestrutura cicloviária.

No que se refere à malha cicloviária, a Subprefeitura de Ermelino Matarazzo possui 26,1 km de infraestrutura implantada. A malha de ciclovias e ciclofaixas segue o perfil das faixas de ônibus, com trajetos em geral bem conectados entre si.

De acordo com o PlanMob 2015, há alguns corredores de ônibus previstos para serem implantados na Subprefeitura e o conhecimento sobre a implantação desses corredores é importante pois a Lei 16.885/2018, que atualiza o Sistema Cicloviário de São Paulo, diz que “todos os projetos de reforma, ampliação ou construção de vias públicas devem contemplar o acesso e circulação de bicicletas, em conformidade com estudos técnicos” (Artigo 10). Corredores de ônibus, portanto, devem garantir, desde o projeto, a circulação segura de ciclistas.

Com ligação rumo ao Centro, está previsto o corredor de ônibus Estrada de Mogi - Imperador (2020).

Sobre o método

O método utilizado para a contagem foi desenvolvido pela Associação Transporte Ativo, do Rio de Janeiro (www.transporteativo.org.br). Trata-se de uma planilha com um desenho esquemático do ponto de contagem, com espaços a serem preenchidos com a origem e o destino do ciclista, além de informações complementares, como acessórios, faixa etária, gênero, tipo de bicicleta etc.

 

LOCAL DA CONTAGEM

Av. São Miguel com final da ciclofaixa da Estrada do Imperador




RESULTADOS

NÚMERO TOTAL DE CICLISTAS

302

Média de ciclistas por hora

21,27

Média de ciclistas por minuto

0,36

Número de ciclistas que passaram pelo cruzamento no período de 14 horas






Horários mais intensos de fluxo de ciclistas:

Período da manhã: de 6h às 7h, totalizando 24 ciclistas

Período da noite: de 17h às 18h, totalizando 59 ciclistas

 

GRÁFICOS - ORIGENS E DESTINOS

Ilustração com o total de origens e destinos dos ciclistas.





GRÁFICOS - GÊNERO E FAIXA ETÁRIA


Os dados sobre gênero seguem o padrão que costumamos perceber nas zonas periféricas da cidade, um número de mulheres extremamente baixo, totalizando somente 2%. O pico dos deslocamentos se dá na parte da tarde, a partir das 14h.

O número de crianças e/ou adolescentes em bicicleta também é bastante baixo, principalmente se comparado a outros bairros periféricos onde já foram realizadas outras contagens. Neste ponto, registramos somente 2%. O pico acontece à tarde, a partir das 14h, mas logo descende.

O número de ciclistas idosos e idosas também foi baixo, somente 2% do total.



foto: Lucas Bravo

 

GRÁFICOS - TIPOS DE BICICLETA


 




O número de bicicletas de serviço foi bastante baixo, somente 3%, assim como as bicicletas elétricas, totalizando somente 2%. 

Nota-se, porém, um aumento das bicicletas de motor adaptado. Este é um dado que não era mostrado até então, porém, notando o aumento da utilização deste tipo de veículo, começamos a levantar estes números. 

Das quatro contagens em Ermelino, esta foi a que apresentou maior número da utilização de skates, somando 4%. 

Não há serviços de bicicletas compartilhadas.
















Bicicleta de serviço. foto: Lucas Bravo     Bicicleta com motor adaptado. foto: Lucas Bravo












Utilização de skate. foto: Lucas Bravo








GRÁFICOS - MODO DE DESLOCAMENTO



















O elevado número de ciclistas na calçada e na contramão pode ser justificado pela velocidade média praticada pelos veículos motorizados e pela proximidade à “curva da morte”.












foto: Lucas Bravo

 

GRÁFICOS - DADOS COMPLEMENTARES








Fotos: Lucas Bravo

 

EM NÚMEROS

 

Complementos

nº de ciclistas

% aproximada de ciclistas

Fora da Ciclovia

46

4%

Na calçada*

192

18%

Na contramão*

127

12%

Mulher

35

3%

Criança/Adolescente

125

12%

Mais de 60 anos

30

3%

Luzes

70

18%

Capacete

157

15%

Mochila/Bagagem

282

27%

Serviço/Cargueira/Triciclo

12

2%

Bicicleta Elétrica

57

5%

Skate

1

0,1%

Carona / garupa

26

2%

 

* “Na calçada” e “na contramão” pode ser em qualquer situação: tanto no trecho compreendido pelo ciclovia, como em outros trajetos. 

 

ASPECTOS TERRITORIAIS - LOCAL DA CONTAGEM E ARREDORES

 

TIPO DE ESTRUTURA CICLOVIÁRIA

A contagem foi realizada no balão/praça popularmente conhecido como “curva da morte”, localizado na transição de direção da avenida São Miguel. Nesse trecho da avenida se está implantando infraestrutura cicloviária do tipo ciclofaixa padrão novo (pintura somente na faixa de divisão). Já a rua embira/estrada de mogi conta com uma ciclofaixa padrão antigo (toda pintada de vermelho). A Av. Amador Bueno da Veiga não possui infraestrutura cicloviária.

ESTRUTURA CICLOVIÁRIA PREVISTA

Está prevista até o final de 2020 uma ciclofaixa na Av São Miguel, que ligará a ciclofaixa Calim Eid às ciclofaixas São Miguel e Paranaguá, passando pela ciclofaixa Estrada do Imperador.

NÚMERO DE FAIXAS DE TRÁFEGO MOTORIZADO

Rua Embira (Sentido Estrada de Mogi): 3 faixas em cada sentido

Av. São Miguel (Sentido São Miguel): 3 faixas em cada sentido

Av. São Miguel (Sentido Tiquatira): 2 faixas em um sentido e 3 no outro

Av. Amador Bueno da Veiga (Sentido Calim Eid): 3 faixas em cada sentido

VELOCIDADE REGULAMENTADA NA VIA

Em todas as vias o limite de velocidade regulamento é de 50 km/h

CONEXÕES

  1.     Transporte Público

Apenas ônibus. As estações de trem e metrô mais próximas são a USP Leste e Patriarca (aprox. 4 km)  

  1.   Outras Infraestruturas Cicloviárias

O ponto de contagem situa-se junto à ciclofaixa Estrada do Imperador, que vem desde a Av Águia de Haia, passando pela Estrada de Mogi e, finalmente, Rua Embira.

 

USO DO SOLO

Uso do solo variado e misto, composto por residências, comércios,  e equipamentos públicos.

ARBORIZAÇÃO

A rua embira conta com boa arborização. Já as avenidas São Miguel e a Amador Bueno possuem poucas árvores, concentradas no entroncamento onde realizamos a contagem.



Realização

CICLOCIDADE - Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo

www.ciclocidade.org.br

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

e

Bike Zona Leste

 

Coordenadora geral: Tais Balieiro

Coordenador local: Lucas Bravo

 

Colaboradores:

Adriano Pereira dos Santos

Leandro

João Bosco Timóteo de Carvalho

Eduardo Magrão

Alberto Rodrigues Camargo

Rogério dos Santos Raimundo

Márcia Ferreira Nogueira

Otto Fernog Gonçalves

Felipe Placiano Claros

Maiar Darweesh

 

Esta contagem foi feita de acordo com metodologia desenvolvida pela

Associação Transporte Ativo

www.ta.org.br



Imperador2016_Equipe3.jpg

 

Imperador2016_Equipe4.jpg

Imperador2016_Equipe2.jpg