Ciclodebate #7: Mobilidade urbana e as megacidades - experiências de Nova York e São Paulo

 

 

 

No próximo dia 18 de fevereiro a Ciclocidade realiza uma conversa sobre mobilidade urbana, participação social e bicicletas através das experiências e perspectivas de Nova York e São Paulo. O evento acontece a partir das 19h30 e tem o apoio da Ação Educativa e do Instituto CicloBR.

 

A sétima edição do projeto Ciclodebates irá discutir a construção de políticas de mobilidade nas megacidades, com a participação de Caroline Samponaro, diretora de Campanhas e Organização da Transportation Alternatives de NY, e Ronaldo Tonobohn, Superintendente de Planejamento da CET de São Paulo.

 

O desafio da mobilidade nas megacidades: experiências de Nova York e São Paulo

 

A combinação de transporte público, caminhada e uso da bicicleta aparece como pauta necessária para cidades de todos os tamanhos, mas é nas chamadas megacidades que o desafio da mobilidade se tornou mais urgente.

 

Além do grande número de habitantes, da quantidade de deslocamentos e de estruturas urbanas consolidadas, os grandes centros como Nova York ou São Paulo enfrentam uma complexidade administrativa que muitas vezes se torna um entrave até para mudanças consideradas simples. A dificuldade de conciliar interesses diversos, garantir a participação dos cidadãos e implementar mudanças de paradigmas urbanos apresentam-se como um enorme desafio para a sociedade, técnicos e gestores públicos.

 

Como aliar o crescente desejo pela transformação da mobilidade urbana às decisões e processos da administração pública? Como estimular e garantir a participação social necessária? Quais são os diálogos possíveis entre as experiências e perspectivas das duas cidades? Quais ações e projetos estratégicos colocaram Nova York entre as cidades do mundo que mais têm feito para estimular a mobilidade por bicicletas, à pé ou de transporte público? Quais são as perspectivas para a mobilidade em São Paulo?

 

CONVIDADOS:

Caroline Samponaro reside em Nova York (EUA) e, desde 2006, é diretora de Campanhas e Organização da Transportation Alternatives, uma organização que trabalha por melhores condições para pedestres, ciclistas e usuários do transporte público. A Transportation Alternatives é uma organização que existe desde 1973 e conta hoje com mais de 8 mil associados, atuando na organização comunitária, realização de campanhas e na construção das políticas públicas que estão ajudando a transformar Nova York.

 

Ronaldo Tonobohn é Arquiteto e Urbanista, atualmente ocupa a Superintendência de Planejamento da CET-SP, respondendo pelas áreas que tratam de planejamento cicloviário, pólos geradores de tráfego, logística urbana de cargas, planejamento viário, projetos viários e de sinalização, projetos de moderação de tráfego, tecnologia, informação e monitoramento de tráfego. Atuou como Gerente de Planejamento da CET até o ano de 2004. De 2005 a 2008 foi Assistente Parlamentar do vereador Chico Macena, na Câmara Municipal de São Paulo, onde auxiliou na elaboração de vários projetos de lei, especialmente os da Política Cicloviária do Município de São Paulo e do Código Ambiental do Município de São Paulo. Entre os anos de 2009 e 2011 ocupou o cargo de Consultor Especializado na Secretaria de Transportes e Vias Públicas do município de São Bernardo do Campo, atuando especialmente nas políticas de mobilidade urbana e uso do solo.

 

 

SERVIÇO:

Data: segunda-feira (18/02)

Horário: das 19h30 às 21h30

Local: Auditório da Ação Educativa (rua General Jardim, 660 - Vl. Buarque)

Bicicletário no local (leve a sua tranca)

Entrada franca, sujeita à lotação do auditório (100 lugares)

Transmissão ao vivo pela internet em http://www.ciclocidade.org.br/ao-vivo