Ata da 1ª Reunião do Grupo de Trabalho com a Secretaria de Segurança Pública, ocorrida em 8/12

ATA DA REUNIÃO DO DIA 08/12/2016

Grupo de Trabalho para o desenvolvimento e definição de estratégias voltadas à diminuição de delitos envolvendo ciclistas.

 

Pela sociedade civil, participaram:

Vera Bamberg (Aliança Bike)
Renata Falzoni (Bike é Legal)
Daniel Guth (Ciclocidade)
Hamilton Takeda (CicloBR).

 

Pela Secretaria de Segurança Pública, participaram:

Larissa Riskowsky Bentes (Assessora Especial do Gabinete)
Marta das Graças Souza e Sousa (Capitão PM)
David Fernandes Pedrozza Junior (Comando de Policiamento da Capital)
Roberto Krasovic (Delegado Titular do 14º DP - Pinheiros)

 

PAUTAS E ENCAMINHAMENTOS

Apresentação do Grupo

Definição de processos de trabalho
Foi colocada a possibilidade de participação de suplentes (por organização), caso a pessoa titular não possa participar. Neste ítem, a assessora Larissa irá conversar com o Secretário para saber se o gabinete aprova a solicitação. Foi reforçado que as pessoas titulares farão esforço para estarem sempre presentes.

Delimitação de tema
Foram delimitados alguns recortes iniciais para a atuação do Grupo de Trabalho. O foco central será nas estratégias voltadas aos ciclistas como vítimas. No entanto o grupo poderá, ainda, ampliar sua atuação sobre roubos e furtos a lojas, a políticas públicas como sistemas de bicicletas compartilhadas e outros.

Definição de ações iniciais
Como ação inicial identificamos a necessidade de estruturar um amplo diagnóstico sobre roubos e furtos a ciclistas, que contemple quatro aspectos:

Levantamento de dados gerais e disponibilização dos microdados - análise de série histórica; aumento de casos de roubo (+30%) entre 2015 e 2016; gênero, idade (da vítima); valor da bicicleta, modelos e marcas, locais onde os crimes ocorrem (viário, dentro de equipamentos, etc). Encaminhamento: A equipe da capitão Marta fará este levantamento completo para a próxima reunião.

Hotsposts - identificar os hotspots e fazer uma ampla análise sobre as condições (sociais, urbanísticas, de infraestrutura urbana, entre outros). Encaminhamento: A equipe da capitão Marta fará este levantamento de hotspots para a próxima reunião.

Modus Operandi - identificar, com base nos dados do sistema, como se dá o modus operandi dos casos de roubos e furtos. Qual arma utilizada, de que maneira são as abordagens, etc. Encaminhamento: a equipe da capitão Marta fará este levantamento para a próxima reunião.

Registros - A SSP promoveu uma atualização sobre os boletins de ocorrência e também sobre as bicicletas que estão nos pátios e que foram apreendidas. Encaminhamento: será apresentado pela SSP como está esta atualização.

 

A possibilidade de subnotificação

Apesar do aumento dos casos (dos registros) de roubo de bicicletas, os participantes apontaram para uma possível subnotificação de casos (tanto de roubo, quanto de furtos). Especialmente nas regiões mais afastadas do centro ou do quadrante sudoeste. Vários motivos foram apontados, mas o que se estabeleceu como indicativo é a necessidade de uma pesquisa informal para aferir uma estimativa desta subnotificação.

O objetivo desta pesquisa informal, além de determinar se há ou não subnotificação e qual sua dimensão, é verificar se há necessidade de alteração na forma de registro destas ocorrências - que hoje só podem ser realizadas presencialmente nas delegacias. E também se há necessidade de uma ampla campanha para que as pessoas não deixem de registrar tais ocorrências.

Encaminhamento: Ciclocidade e Bike é Legal farão uma pesquisa informal (pelas redes e junto com associados), com um formulário simples, para apenas indicar se há subnotificação. A Aliança BIke fará o mesmo com os lojistas que foram vítimas de roubos em suas lojas.

 

Encaminhamentos finais

A pŕoxima reunião será realizada até o dia 15 de janeiro de 2016.