Ata da Reunião Geral de Abril 2018

 

ATA - REUNIÃO GERAL ABRIL 2018

São Paulo, 14 de abril de 2018

Casaplanta: Rua Martins Fontes, 91, centro, São Paulo-SP

Pauta

- Atualização dos GT's e projetos

- Desincompatibilização do diretor financeiro

- Processo sucessório

- Informes gerais

 

 

ATUALIZAÇÃO DOS GT'S E PROJETOS

GT Associados

Representando o GT, Fábio Walker falou sobre a reunião com o TI da Associação, o Mig, para acessar o banco de dados da associação para explorar os dados para montar um pesquisa com os associados.

O GT pede autorização da diretoria para poder acessar o banco de dados.

Adriana Marmo diz que a ideia é conseguir acessar os dados para conhecer melhor os associados e planejar ações da associação.

Cyra pondera que deve ser resguardado a confidencialidade dos dados dos associados. Aponta que devemos criar um modelo, algum protocolo ou política interna para dar acesso os dados do Cisv. 

Aline sugere que seja mantida uma equipe fechada tocando o assunto dentro do GT Associação

 

GT Gênero- Feminismo sobre duas rodas

Tati, articuladora da Zona leste, falou da formação em ciclomobilidade do projeto Feminismo em duas rodas, que aconteceu em Guaianazes, zona leste de São Paulo. Na pauta estavam as políticas sociais e direitos da mulher. A Formação sofreu um boicote da gestão por meio da ação dos funcionários do Ceu Jambeiro a Coordenadora de Cultura Rita (sem sobrenome) com falas de preconceitos, mudança de espaço da atividade, retiradas dos cartazes de divulgação e fornecimentos de informações erradas às participantes e palestrantes.

Jô Pereira e Tati falaram que querem publicizar os fatos ocorridos durante o final de semana da Formação.

Cyra e Aline sugerem inserir essa questão na Carta de Boas vindas à nova Gestão e de enviar uma carta de reclamação formal da Associação à Secretaria da Educação.

Pedro Borelli disse que Cresci, Conselho dos Representantes de Conselhos de Escola disse que pode apoiar via instituição a carta de repúdio a ser criada.

Jô informou que a 4ª Formação já está com data e local marcado e pede ajuda na divulgação

Para finalizar, disse que em maio irá acontecer a última Formação, na Zona Sul, no Campo Limpo, finalizando o Projeto, em um espaço ocupado por uma coletivo feminista da região. Falou das expectativas e também pediu ajuda na divulgação.

Aline falou da importância do projeto para a Ciclocidade, como um projeto que tem a cara da atual gestão da associação. Falou também da abertura da Associação em receber novos projetos

 

FAL

Will falou que o edital teve 17 projetos inscritos. Foram selecionados 3 projetos por uma comissão formada por Sheila da UCB, Suzana Nogueira- Arquiteta da CET, Marcio Black -Ciclocidade, Renata Amaral do Aro 60, Dani Louzada da Ciclocidade.

Projetos: (ver quais e quais coletivos com Will)

O FAL está na fase de repasse da verbas para os projetos e pede agilidade nesse processo.

Will elogiou o trabalho da articuladora do fundo, Natália e de como ela desempenha satisfatoriamente a função.

Para o segundo semestre está prevista a segunda fase do projeto.

Aline e Cyra informam que depois da conversa com o contador, feita recentemente, alguns prazos foram prorrogados pois precisa atualizar o contrato e informar dados contábeis. Elas farão uma conversa com Will e Aro60 na semana para deliberar o novo cronograma e alterações.

 

GRSP

Aline falou da opção pela troca do Advocacy Lead e que ela assumiu o cargo interinamente até que se defina os critérios para contratação de um novo quadro.

A diretora falou da primeira fase do projeto com a apresentação na CTB da pesquisa sobre as multas e tipos de multas aplicados pela CET, PM, Guarda Metropolitana e SPtrans.

O dados serão disponibilizados por uma plataforma interativa em breve. Agora o projeto entra na fase de criação de uma campanha com foco inicial no maio amarelo, de incidência política, na mídia e qualificação do discurso entre ativistas e sociedade. Informa que o coordenador do projeto entrou de férias essa semana e que retorna início de maio.  

 

GT Gestão

Yuri informou que o projeto institucional está em andamento e convoca associados para contribuírem com o projeto. Indicou que o projeto já tem um orçamento elaborado pelo Flávio e por ele e que agora necessita escrever o projeto em sí.

Informou também que o GT também se preocupa com a revisão do estatuto e elaboração do regimento interno. Apontou que o Instituto Probono tem um programa de auxílio jurídico no qual a Associação pode buscar auxílio nessa questões.

 

Pesquisa bicicleta, gênero e infância  

O associado Leonardo Dal Picolo propôs que a entidade acolha uma pesquisa que ele vem elaborando nos últimos meses, sem apoio de nenhuma instituição de ensino, sobre o uso de bicicleta na infância (e recorte de gênero). Leonardo levantou as dificuldades de tocar uma pesquisa sozinho, que enfrenta resistência de algumas escolas e sabe da dificuldade de levantar informações dos pais e responsáveis. A diretoria aprovou inicialmente a parceria e encaminhou para análise da diretoria de pesquisa.

 

DESINCOMPATIBILIZAÇÃO DO DIRETOR FINANCEIRO

Foi informada a desincompatibilização do Diretor financeiro por motivos pessoais.

Foi atualizado o status e as atuais dificuldades da Associação do ponto de vista das burocracias necessárias - documentos (AGE, AGO) que estão a caminho do cartório para serem finalmente registrados, acesso à conta bancária da Ciclocidade pela atual diretoria, recebimento de todas as notas referentes a 2017 e início de abril (entregas do ex-diretor financeiro), conversa com o contador e auditoria interna.

 

PROCESSO SUCESSÓRIO

O prazo  de sucessão é dia 01/07.

Aline falou da necessidade de renovação dos quadros da entidade.

A ideia de uma Comissão Eleitoral para elaboração das regras.

Essa comissão será composta inicialmente por Jô Pereira, Adriana Marmo, Larissa de Marco e Giuliana Pompeo. Aline vai lançar o chamado na lista da associação para que mais pessoas integrem o Comitê. Os próximos passos é que esse grupo se reuna e defina os critérios e as datas para eleição interna de 2018.

 

INFORMES

1- Foi apresentado o associado Paulo Fava que se colocou à disposição para operacionalizar a atualização do site e a comunicação.

2- A Associação junto com a coalizão da mobilidade ativa pretende lançar uma carta de "boas vindas ao novo prefeito, Bruno Covas e ao Novo secretário de transportes".

3- Foi informado que João Lacerda do projeto "Bicicleta faz Bem ao Comércio" representaria a Ciclocidade no passeio promovido pela loja Ciclourbano, no domingo dia 15 a fim de divulgar nosso trabalho angariar mais associados.

4- Foi levantada uma possível mudança na sede da Ciclocidade que passaria a ser em uma sala no Aro27 Bike Café. A diretoria levantou a oportunidade e comentou que para esta gestão o Aro27 funciona melhor do ponto de vista da localidade e para resolver questões e reuniões internas e administrativas. No dia a dia a Casa Planta vem sendo subutilizada, mas que mesmo assim a ideia é que as reuniões mensais sejam realizadas em espaços diferentes da cidade para não centralizar em pinheiros. Os associados aprovaram a ideia e aline ficou de conversar com o flávio e a equipe do GRSP (projeto que divide os custos da sede) antes de tomar a decisão.

Cyra lembrou da economia solidária e da importância de fortalecer espaços que promovem a cultura da bicicleta. Em princípio o custo do Aro27 é semelhante ao da Casa Planta, mas que há chances dele ser mais baixo e ainda ter outros benefícios aos associados no café, produtos, acessórios e serviços da bicicletaria.

 

Estavam presentes na reunião:

Pedro Borelli, Arnaldo Machado, Dany Beraldo, Ricardo, Tatiane Rodrigues, Fabio Walker, Leonardo Dal Picolo, Adriana Marmo, Larissa de Marco, Aline Cavalcante, Cyra Malta, Jô Pereira, Yuri Vasquez, Dionizio Bueno, Daniela Louzada, Michel Will e Giuliana Pompeu.